terça-feira, 17 de agosto de 2010

Saindo das dívidas

Share it Please
O caminho que escolhi, para sair das dívidas, não pode ser descrito como um lugar com flores,não tem uma paisagem muito bonita. Foi um caminho árduo e cheio de privações, mas o destino... ah!!! este sim, foi muito bom. - mais educação financeira -
Tudo na vida tem um preço, o que precisamos saber é se estamos dispostos a paga-lo.
Fui tão imprudente durante tanto tempo, que quis usar o próprio tempo a meu favor , por isto tive que ser radical, para acelerar o processo, e poder andar por outro lugar, e desta vez, um pouco mais bonito.
Fiquei um período de 3 anos sem fazer natação (o único esporte que gosto) , internet nem pensar, 2 anos sem carro.
Compras a prazo, de maneira nenhuma. Tudo à vista.
Os gastos com supermercado eram programados. As compras feitas com cauculadora ( e lista de produtos) e todos os valores anotados.Antes de ir para o caixa , eu somava tudo e  se excedesse o valor que estava estabelecido, fazia as modificações devidas, para atingir o objetivo.
Presentes: muito poucos só para os níveis mais elevados de parentesco (pai e mãe) e mesmo assim tudo bem modesto.
O lazer ficou bem comprometido ( isto é muito ruim), não tem jeito, qualquer saidinha, e lá sem vão bons reais.
Fiz viagens de férias sem nenhum glamour, e também controlando tudo , mas como por -do-sol, mar ,vento entre outras coisas que a natureza nos oferece são de graça, deu para superar.
Nada passou sem controle, a conta de luz também tinha um valor pré determinado, e sempre conseguia reduzir um pouco mais.
Extingui definitivamente , manicure e cabeleireiro (só em ocasiões muito especiais).
Mas o pior, o mais traumático, foi o guarda-roupa, fazer este tipo de economia é frustrante.
Mas....tudo passou , sobrevivi, estou bem.
Talvez a minha maneira radical de solucionar o problema do endividamento, não sirva para todos os que também querem sair desta situação , mas de uma coisa eu tenho certeza, sem mudança de comportamento, fica impossível.
Acredito que  não  é preciso estar endividado , para mudar hábitos (muitas vezes errados), com relação ao uso do dinheiro. Seria muito bom por exemplo, fazer esforços financeiros para  uma bela viagem internacional, um curso,e investimento para o futuro .

Uma coisa é certa, eu rasguei o mapa deste caminho, quebrei o GPS, não volto nunca mais.
Grande Abraço!!!!

5 comentários:

Anônimo disse...

Estou trilhando este caminho. Não sei como vim parar nele, mas já enxergo lá ao longe um pontinho de luz. Parabéns. Quero conseguir conquistar o mesmo objetivo que você conquistou.
:-D

Luciene Soares disse...

Anônimo,
Vai fundo. Se eu consegui, vc consegue, porque a minha informação era zero e venci.
A dica que te dou: Leia muito sobre o assunto, e se no meio caminho vc escorregar, levanta e continue. Os tropeços fazem parte, o importante é não parar. Boa disciplina. Volte sempre!

Anônimo disse...

Já passei por isso, sei o quanto é difícil, mas como tudo na vida se tira algum proveito, aprendi!Nunca mais quero estar nesta situação.A melhor coisa é ver suas economias somar a sua conta e nunca subtrair para o "ralo" das financeiras e bancos,essa sensação é muito sofredora.É angustiante saber que você já pagou suas dívidas por um certo tempo e ainda ter que ficar anos pagando por juros e tendo ainda que se privar de muita coisa.Resumindo:faça o seu dinheiro trabalhar para você e não para o banco.

Luciene Soares disse...

Anonimo,
É exatamente como vc descreveu que a coisa acontece. Realmente o melhor de tudo é o aprendizado. Minha vida mudou. Não quero voltar ao estilo de vida antigo. Doeu mas eu aprendi a lição.
Grande Abraço!
Compartilhe por aqui as suas experiências.

Anônimo disse...

Estou utilizando o programa Grana, muito simples e objetivo.
Coloquei as minhas finanças em dia.

https://www.microsoft.com/pt-br/store/p/grana-programa-de-financa-pessoal/9nfr25wbc787

Blogroll

About